6 de outubro de 2011

Leitura: A Menina Que Não Sabia Ler



A Menina Que Não Sabia Ler
1891. Nova Inglaterra. Em uma distante e decadente mansão, onde nada é o que parece, dois irmãos são negligenciados pelo seu tutor e tio. A jovem Florence, de apenas 12 anos, passa os dias cuidando de seu irmão mais novo Giles e perambulando pelos corredores, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que, um dia, a menina encontra a biblioteca proibida da mansão, e apaixona-se por ela. Mas existem segredos sombrios naquela casa que jamais deviam ser revelados. Por que Florence sempre sonha com uma misteriosa mulher que insiste em ameaçar seu irmão? O que esconde a nova preceptora? E por que o tio não permite que ela aprenda a ler? Florence precisa encontrar muitas respostas - sejam elas inventadas ou não, e soluções nem sempre fáceis para proteger Giles, e o seu amor pelos livros, antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Boa leitura!


5 comentários:

  1. Tenho esse livro... O começo é meio chatinho mas depois você vai, vai e não quer mais parar!
    rsss
    Muiito bom mesmo!
    Beijinhos meninas.

    ResponderExcluir
  2. Oi Marina tudo bem??
    Obrigada pela visitinha aqui no blog!!
    Eu imagino que esse livro seja realmente bom,a Vick nossa colaboradora que leu e adorou,eu não vejo a hora de comprar esse livro e ler!!
    Beijos querida!! :g :g

    ResponderExcluir
  3. Adorei a dica, fiquei com vontade de ler!

    ResponderExcluir
  4. Parece maravilhoso, eu amo ler! Ja virei sua seguidora e quero te convidar pra conhecer o meu blog e me seguir tambem, beijos!

    http://aprendizdecabeleireira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá Vanessa e Luciene,
    Essa dica de leitura é maravilhosa!!
    Fico feliz que tenham gostado,semana que vem tem mais um post da Victória Viana com dicas de leitura.
    Obrigada pela visita!!
    Sejam sempre bem vindas aqui!! :g

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário aqui, responderei o mais breve possível.

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo